VRF ou multi split: qual é melhor para a sua necessidade?

Confira os principais diferenciais de cada sistema de climatização

Publicado por Frigelar | 3 de fevereiro de 2021

Atualizado em 14 de maio de 2021

Seja em ambientes comerciais ou residenciais, o conforto térmico é um dos principais pontos de atenção para os projetistas. É por isso que os sistemas de ar-condicionado VRF – sigla do inglês “Variable Refrigerant Flow” – e multi split despontam na preferência.

Além de pensar na climatização, é preciso considerar o gasto com instalação, o consumo de energia, a eficiência na distribuição do ar e as interferências estéticas no imóvel. Graças a robustos mecanismos, VRF e multi split permitem climatizar diversos ambientes com apenas uma unidade externa. 

Existem alguns diferenciais entre os dois sistemas determinantes para a escolha do mais adequado para o seu lar ou negócio. Siga lendo este artigo para entender mais:

VRF: uma nova era de eficiência energética

Um dos mais versáteis sistemas de climatização, o VRF surgiu no mercado na década de 1980. É reconhecido pela tecnologia que faz circular apenas uma quantidade mínima de energia necessária para um sistema manter as temperaturas definidas, tanto para resfriar quanto para aquecer, e garantir que ele desligue automaticamente quando nenhum ocupante for detectado em um ambiente. 

Este mecanismo introduziu a oportunidade dos usuários finais controlarem individualmente várias zonas de ar-condicionado ao mesmo tempo. Além disso, é mais sustentável, pois economiza energia e reduz as emissões de carbono. 

Importante: VRV e VRF são dois termos diferentes para a mesma tecnologia. Como VRV é uma marca comercial da Daikin Industries, pioneira no sistema, todas as outras empresas que utilizam essa tecnologia a chamam de VRF.

ar condicionado cassete integrante de um sistema vrf instalado em uma sala corporativa
O VRF permite controle independente da temperatura entre os ambientes conforme necessidade dos usuários

Vantagens do VRF

Diversas empresas e residenciais podem se beneficiar com o sistema, especialmente aqueles que desejam obter a certificação LEED para construções sustentáveis. Aliada à economia, está a redução de espaço físico na casa de máquinas e o maior conforto. Conheça mais:

Conte com mais evaporadoras

Conecte até 64 unidades internas em apenas uma unidade externa. Além disso, as evaporadoras podem ser de qualquer tipo: Split, piso teto, duto ou cassete. As unidades internas são ligadas a uma caixa de distribuição e, então, em uma condensadora.

Versatilidade para o seu projeto

O VRF é um aliado da arquitetura e do design de interiores, por possibilitar que se façam projetos sem a necessidade de dutos e casas de máquinas. Assim, adapta-se facilmente a prédios antigos. Também permite uma distância da tubulação mais longa.

Conforto com economia

O VRF permite o controle independente da temperatura entre os ambientes, mesmo utilizando uma única unidade condensadora. Assim, garante o conforto dos usuários. 

O sistema ainda permite a operação parcial, individual ou total, adaptando-se para as necessidades daquele momento. Oferece a praticidade dos aparelhos comuns, mas com menor ocupação de espaço e economia de energia, uma vez que somente uma condensadora está consumindo eletricidade. 

Desvantagens do VRF

Alguns pontos de atenção devem ser considerados antes de optar por esse sistema. Entenda:

Requer mão de obra especializada

Por ser um projeto mais robusto, não são todos os instaladores que possuem qualificação para instalação e manutenção do sistema. Por isso, é importante prever os investimentos necessários.

Maior custo de aquisição

Em comparação com o multi split, costuma ser mais custoso. Além disso, o projeto precisa ser desenhado para se adequar ao seu espaço, então deve-se prever o tempo de solicitação de orçamento e planejamento do sistema. 

Quer saber mais sobre ar-condicionado? Temos mais artigos sobre o assunto:

Multi split oferece praticidade e custo-benefício

Assim como o VRF, o multi split permite eliminar elementos visuais na parte externa do imóvel, economizar espaço e custos com a instalação. Pode ter até oito evaporadoras ligadas a uma única condensadora. 

É recomendado para uso doméstico ou comercial leve. Permite ter evaporadoras de diferentes capacidades de BTUs, ainda que a soma das unidades internas ligadas de forma simultânea não poderá ultrapassar a capacidade total da condensadora. 

multi split instalado em prédio com split em sala de reunião
Lembre-se que quanto maior o número de ambientes, maior deve ser a potência em BTUs do multi split

Vantagens do multi split

Assim como o VRF, é possível controlar a temperatura individualmente, tal qual suas configurações de uso. O multi split também permite que se usem diferentes modelos de evaporadora. Além disso, apresenta outros benefícios atraentes:

Valor mais em conta

Em comparação com o VRF, é mais fácil encontrar multi splits por preços atraentes. É claro que o valor é relativo, de acordo com a marca, tecnologia e capacidade. Um sistema de 23.000 BTUs, com duas evaporadoras, custa em torno de R$ 10 mil.  

Instalação mais fácil

A ligação de cada unidade interna com a condensadora é semelhante ao de um Split tradicional. Por isso, instalar um multi split é ainda mais fácil para um instalador capacitado, pois precisa apenas posicionar e preparar uma única condensadora. 

Desvantagens do multi split

Para que o sistema atenda às suas necessidades, é preciso estar atento a esses aspectos: 

Unidades dependentes em relação à capacidade 

Como a unidade externa distribui as potências entre as evaporadoras, é preciso estar atento para não ultrapassar a capacidade total do aparelho. Imagine que você possui três unidades internas, sendo que duas são de 9.000 BTUs e uma é de 12.000 BTUs. Se a sua condensadora for de 24.000, os três aparelhos não poderão estar ligados ao mesmo tempo, pois será reduzida a capacidade a fim de atender às três demandas. 

Lembrete: uma vez que o sistema é totalmente dependente de uma única condensadora, caso ocorra uma pane, todas as evaporadoras terão seu funcionamento paralizado até que o sistema receba manutenção.

Menor distância da tubulação

Diferente do VRF, o multi split permite distâncias de tubulação menores. Isso significa que não é capaz de atender grandes espaços ou múltiplos andares de um imóvel. 

Menor número de evaporadoras

O multi split permite até oito evaporadoras, sendo que o mais habitual seja até cinco unidades. Por isso, se o objetivo é instalar aparelhos em mais ambientes, o ideal é optar por um VRF. 

Siga a Frigelar nas redes sociais:

Veja também!

Fique por dentro do PMOC e saiba a importância dessa exigência para as câmaras frias

O bom estado do sistema de climatização está ligado às melhores condições de saúde ocupacional

Continue Lendo...

Câmara frigorífica com umidade: quais são as causas e como resolver esse problema?

Confira três dicas imprescindíveis para evitar a umidade na câmara fria

Continue Lendo...

Sobre o blog

O Blog da Frigelar nasceu do intuito de tirar todas suas dúvidas sobre ar-condicionado, refrigeração e ainda trazer dicas especiais para que seu dia a dia seja cada vez mais tranquilo, confortável e repleto de bem-estar!