O que você deve saber antes de comprar um ar-condicionado

Na hora de comprar um ar-condicionado, você precisa ficar atento […]

Publicado por Frigelar | 15 de fevereiro de 2019

Atualizado em 21 de outubro de 2020

Na hora de comprar um ar-condicionado, você precisa ficar atento a alguns fatores que farão com que a sua escolha seja a mais assertiva possível.

Muitas pessoas não sabem o que levar em conta nesse momento, o que acaba ocasionando escolhas erradas de voltagem ou de potência, por exemplo.

O ar-condicionado tem se popularizado bastante e está cada vez mais presente da vida do brasileiro. Isso acontece principalmente pelo clima tropical brasileiro.

Então, nesse artigo, você vai conhecer tudo o que levar em conta na hora de comprar um ar-condicionado. Assim, não existirá lugar para erros.

Qualquer dúvida, deixe o seu comentário no final desse artigo.

O Que Avaliar Na Hora De Comprar Um Ar-condicionado?

Antes de começar a pesquisar preços e marcas, você precisa precisa buscar alguns dados muito importantes, como tipos de modelos existentes, potência ideal, consumo de energia e local de instalação, por exemplo.

Outros fatores como comprimento e largura do espaço disponível para instalação são essenciais, além da quantidade de aparelhos eletrônicos que a sua rede suporta.

A seguir, você vai descobrir tudo sobre os fatores essenciais que precisam ser levados em conta na hora de comprar um ar-condicionado.

Modelo Ideal Para Você

Pesquisa sobre gasto de energia

Conheça os principais modelos de ar-condicionado.

Atualmente, existem vários modelos de ar-condicionado. Porém, os mais escolhidos para residências normalmente são: os de janela, os portáteis e o Split.

Após conhecer esses modelos, ficará mais fácil saber qual aparelho comprar para a sua casa. Os modelos de janela são aqueles que ficam com a traseira na parte externa do ambiente. Essa tecnologia é mais tradicional que as outras. Com isso, é comum que esse tipo de aparelho gere mais ruído e consuma mais energia.

Já os portáteis, não precisam de instalação, ou seja, você pode usar o mesmo aparelho em vários cômodos diferentes por meio de suas rodinhas, por exemplo.

Eles costumam ser silenciosos e precisam ficar próximos a janelas para conectar seu tubo extensor, a fim de fazer a troca de ar entre o ambiente interno e o externo.


Os modelos Split são divididos em 2 unidades: uma interna, chamada de Evaporadora e uma externa, chamada de Condensadora. Eles possuem tecnologias mais novas, sendo bastante econômicos e silenciosos, já que a condensadora é sempre instalada em um local aberto.

Potência – Como Calcular BTUs

Realizar o cálculo de BTUs é de suma importância na hora de comprar um ar-condicionado.

Caso você escolha a potência errada, o aparelho pode acabar não climatizando o ambiente de maneira adequada. Em contrapartida, exagerar na quantidade de BTUs poderá resultar em um gasto energético maior do que o necessário.

Para calcular os BTUs, você precisa seguir as seguintes regras:

  • Cada metro quadrado do cômodo é equivalente a 600 BTU;
  • Cada pessoa adicional equivale a 600 BTU (a primeira não é contabilizada);
  • Cada equipamento eletrônico que emita calor, como um computador, também equivale a 600 BTU;
  • Caso o cômodo fique exposto ao sol de maneira contínua, o cálculo deve ser feito com 800 BTU para todas as situações anteriores.

Exemplo: um quarto de 25 m² que não está diretamente exposta ao sol, com um computador e que será usado por duas pessoas, vai precisar de um ar-condicionado de 16.200 BTUs.

Dados do cálculo:

  • 25 (m²) x 600 (BTU) = 15.000 BTUs
  • 600 (BTU – para uma pessoa, excluindo-se primeira)
  • 600 (BTU – um computador)

Para facilitar, você pode usar a nossa calculadora de BTUs que realiza essa conta rapidamente para você ou ler aqui em nosso blog o post feito exclusivamente sobre o assunto.

Consumo De Energia

Outro fator que você precisa levar em consideração na hora de comprar um ar-condicionado é o consumo de energia do aparelho.

Alguns modelos costumam consumir mais do que outros, fazendo com que você sinta o reflexo disso na sua conta de energia elétrica.

Então, antes de optar por determinado modelo, pesquise sobre o seu consumo energético e sobre a sua eficiência.

Tecnologia Inverter

Ar-condicionado inverter

A tecnologia inverter ajuda você a economizar na conta de energia.

A tecnologia inverter é exclusiva dos Split Inverter. Com esta tecnologia, os aparelhos conseguem atingir a temperatura desejada de maneira rápida, além de mantê-la constante com pouca oscilação de energia.

Esse sistema controla a velocidade de rotação do compressor do aparelho de acordo com a necessidade de refrigeração do recinto.

Diferente dos modelos tradicionais, em um Split inverter, o compressor nunca para de funcionar, evitando o famoso “liga-desliga”.

Com isso, ele se torna bastante econômico. Tal economia pode chegar até 60%, dependendo do modelo e da marca escolhida.

Além disso o nível de ruído desse aparelho é menor quando comparado com um de janela, por exemplo.

Ciclo Quente e Frio

Se você mora em um local onde as temperaturas oscilam bastante durante o ano, talvez considerar o ciclo quente e frio (ou reverso) na hora de comprar um ar-condicionado seja uma boa opção.
Dessa forma, você não precisa possuir um aparelho condicionador de ar e um aquecedor, por exemplo. Assim, você economiza dinheiro adquirindo um aparelho só e ainda poderá usá-lo durante todas as estações do ano..

Selo Procel

O selo Procel indica quais são os produtos apresentam bons níveis de eficiência energética dentro de uma determinada categoria. Com isso, você acaba conseguindo economizar na sua conta de energia elétrica.

A etiqueta que vem nos eletrodomésticos, classifica qual é o consumo de energia apresentado por eles e o seu grau de eficiência energética. Este pode variar de A (mais eficiente) à G (menos eficiente).
Tais aparelhos são submetidos a ensaios laboratoriais específicos, indicados pelo Procel, sendo comprovadamente mais econômicos.

O Que Avaliar na Instalação

Antes de comprar um ar-condicionado, você precisa saber se o modelo escolhido por você pode ser instalado na sua residência.

A instalação de um modelo de janela, por exemplo, é bastante simples. Muitas casas já vem com um espaço para que ele seja instalado, ficando parte dele dentro do ambiente e outra parte, fora.

Já o Split, por exemplo, possui duas partes: um condensadora e uma evaporadora.

Dessa forma, se a edificação não possuir um espaço específico para a passagem do tubo de ligação entre ambas as partes, você precisará realizar uma mini obra.

Verifique também se existe a possibilidade de instalar mais um aparelho elétrico junto a sua rede elétrica. Se esse não for o caso, entre em contato com a distribuidora de energia da sua região para buscarem juntos uma possível solução.

Local de Instalação

Ar-condicionado na sala

Saiba onde instalar o seu aparelho.

Na hora de comprar um ar-condicionado, você precisa definir onde vai instalar o seu aparelho.

Para a instalação, pense nos locais que são mais frequentados da sua residência, a fim de otimizar ao máximo o seu uso.

Não adianta muito posicionar a sua máquina na sala de estar se a sua família se reúne nela apenas nos finais de semana, por exemplo.

Então, nesse tipo de situação, talvez o melhor local para a instalação do seu ar-condicionado seja no quarto, já que ele proporciona noite de sono mais agradáveis, com uma maravilhosa sensação de bem-estar por conta de seu conforto térmico.

Cuidados Com a Voltagem Da Sua Casa

Antes de comprar um ar-condicionado você precisa verificar qual é a voltagem da sua casa. Existem alguns modelos que são de 110v, mas a maioria é de 220v.

Então, se o modelo desejado por você não estiver disponível na voltagem adequada, não é indicado que você faça uso de um transformador, por exemplo, já que ele pode provocar curtos-circuitos e até incêndios.

Essa diferença de voltagem pode fazer com que o seu aparelho tenha um funcionamento abaixo do esperado, só ventilando, ou pode, inclusive, danificá-lo permanentemente.

Então, a fim de solucionar esse problema, você deve entrar em contato com a distribuidora de energia elétrica da sua região e solicitar a mudança ou aumento de fase para a sua residência.

Tome Cuidado Com a Estrutura Do Imóvel

Algumas edificações proíbem que obras sejam feitas, a fim de instalar seu novo eletrodoméstico. Então, antes de comprar um ar-condicionado, verifique se existe a possibilidade dessa nova instalação.

Além disso, é fundamental que você não acople sua máquina em uma superfície que contenha instalações elétricas ou tubulações de esgoto e água.

Assim, você evita acidentes que podem ser ocasionados por possíveis vazamentos, por exemplo.

Fuja Dos Obstáculos Da Boa Refrigeração

Alguns objetos de uma boa decoração, como guarda-roupas, painéis, persianas e cortinas, por exemplo, podem dificultar ou impedir a passar de ar. Com isso, a climatização do ambiente acaba sendo mais lenta.

Então, opte sempre por instalar o seu aparelho em locais que estejam livres desses obstáculos.

Evite As Paredes Que Pegam Muito Sol

Você precisa evitar posicionar o seu ar-condicionado em paredes que pegam muito sol. Isso acontece porque a incidência solar por prejudicar o rendimento do seu aparelho.

Os raios solares acabam aumentando a temperatura do ambiente, fazendo com que a sua máquina precise trabalhar ainda mais para climatizar o recinto como um todo.

Então, se existir a possibilidade, opte por paredes que não entrem em contato direto com o sol.

Preço x Benefícios

No momento de comprar um ar-condicionado, você precisa levar em consideração não apenas o preço, mas também os seus benefícios.

Não é muito indicado optar por um aparelho apenas por ele ser mais barato, se o seu consumo de energia for muito alto, por exemplo. Pois, dessa forma, a médio e longo prazo você terá gastado bem mais com o seu eletrodoméstico.

Pense também nas suas necessidades. Se na sua região a variação térmica é grande, talvez um aparelho de ciclo reverso seja o ideal.

Se você pode gastar um pouco mais como intuito de economizar durante o uso do seu ar-condicionado, um Split Inverter pode ser uma ótima opção, por exemplo.

Conclusão

Leve em consideração todos os fatores na hora de comprar um ar-condicionado.

Antes de comprar um ar-condicionado, você precisa saber quais são os fatores essenciais para que a sua compra seja a melhor possível.

A primeira coisa a ser avaliada é o tipo de modelo que mais se adequa as suas necessidades. Entre os mais comprados para residências estão os de janela, portáteis e Split.

Também existem aqueles que possuem a tecnologia Inverter ou ciclo inverso. Então, basta que você defina do que você precisa.

Os outros fatores que precisam ser levados em conta por você na hora de comprar um ar-condicionado, são:

  • Potência ideal;
  • Consumo de energia;
  • Local de instalação;
  • Voltagem da sua casa
  • Estrutura do seu imóvel.

Continue lendo mais sobre ar-condicionado em nosso site:

Se você deseja investir em um aparelho de ar-condicionado, não esqueça de olhar o nosso catálogo e escolher o modelo que melhor se encaixa nas suas necessidades.

Conosco, você também pode contar com uma instalação profissional,a fim de evitar que a vida útil do seu aparelho diminua, fazendo com que ele funcione sempre da melhor maneira possível, proporcionando a você uma ótima sensação de bem-estar.

Comente abaixo o que você achou desse artigo. Sua opinião é muito importante para nós!

Veja também!

Filtro para purificador de água: o que purifica, qual refil comprar e como descartar

O filtro protege você e a sua família dos agentes contaminantes da água

Continue Lendo...

Como resfriar rapidamente um ambiente com ar-condicionado

Entenda mais sobre as funcionalidades do aparelho e como ajudá-lo a gelar mais

Continue Lendo...

Sobre o blog

O Blog da Frigelar nasceu do intuito de tirar todas suas dúvidas sobre ar-condicionado, refrigeração e ainda trazer dicas especiais para que seu dia a dia seja cada vez mais tranquilo, confortável e repleto de bem-estar!